Archive by Author

O Repolho

3 maio

Façam suas apostas: qual seria o repolho "médio"?

Eu sou do tipo de pessoa que não tem paciência com supermercados. Não sou do tipo que compara preços, marcas, checa validade, passa horas escolhendo legumes, frutas e verduras. Pra mim, ir ao supermercado está na lista de coisas mais tediosas do mundo.

Mesmo sabendo disso, minha mãe me pediu pra ir comprar repolho pra ela fazer mafufo***.

Repolho!!! Eu nunca comprei um repolho na minha vida, não sei como deve ser o tamanho e tonalidade ideal. Mas fazer o que, eu adoro mafufo, e se eu não for, ela não vai.

Chegando no supermercado me deparei com uma das maiores dificuldades da minha vida, escolher o tal repolho. Minha mãe avisou antes de eu sair: “Não pode ser nem muito grande, nem muito pequeno”.

Tá, seria uma ótima dica pra uma pessoa que sabe o que é o tamanho “padrão” de um repolho. Depois de o que pareceu uma eternidade, separei três repolhos e resolvi ligar pra minha mãe.

EU
Mãe, tá difícil! Tem repolho de tanto tamanho diferente, uns mais verdes do que os outros… Não sei qual comprar…

MÃE
Ah Eneida, traz o médio.

EU
Tá, mas eu não sei qual deles seria o “médio”. Tem milhões de tamanhos aqui… Acho que vou levar três e você escolhe…

MÃE
Não! O que eu vou fazer com esse tanto de repolho??? Tá doida? Traz um só.

EU
Ai mãe, doa o resto, ué?! Vai que eu escolho um e você acha muito pequeno, ou muito grande… Vou tirar foto e te mandar então! Ai você escolhe… Peraí.

La vai eu, tirar foto dos repolhos… Nesse momento, o cara que está organizando os tomates ao lado não está entendendo mais nada.
Mando as fotos e espero retorno. Por fim o telefone toca…

MÃE
Não dá pra ter noção pela foto. Esse segundo que você mandou, que tamanho ele é? Mais ou menos uma bola de futebol?

EU
Nossa mãe, eu não entendo de repolho, mas acho que “bola de futebol” seria imenso pra padrões de repolho, não?!

MÃE
Ah Eneida, traz qualquer um e pronto…

EU
Mãe, ele é mais ou menos do tamanho da cabeça de uma criança de uns quatro anos…

MÃE
Eneida, escolhe um e anda logo. Ahh, e traz um pacote de carne moída também, nem muito grande, nem muito pequeno…

EU
Ahhh nãoooo!!!!!

Eneida Miranda

***Mafufo ou Charuto de Repolho

Páscoa com Obama

23 abr

Comemorar a Páscoa nos Eua? Só se for com o Obama

Eu, como neta de padre deveria saber um pouco (ou muito) mais sobre o significado da Páscoa. Mas, como não sou religiosa, não entendo muito do assunto, e muito menos o porquê do feriado ser associado com chocolate e coelho. Acho que o papo foi mais ou menos assim.

PESSOA #1
Hey, Jesus ressuscitou no Domingo, o que podemos fazer pra comemorar a ocasião?

PESSOA #2
Contrata alguém pra se vestir de coelho pra tirar foto com as crianças.
E prepara uns ovos de chocolate gigantes.

PESSOA #1
Mas e o que isso tem a ver com a ressurreição de Jesus???

PESSOA #2
Ah sei lá, depois a gente inventa uma teoria… mas todo mundo gosta de chocolate e de coelho, acho que ficaria legal combinar os dois.

Bom, o significado da Páscoa, e a simbologia do feriado não são os motivos pelo qual estou aqui. Vim falar sobre o que se come na Páscoa aqui nos Estados Unidos.

No almoço de Páscoa os pratos mais tradicionais na maioria das famílias são o presunto assado, batata e vegetais.

A páscoa é o segundo maior dia de consumo de doces no país, perdendo somente pro Halloween. Entre os favoritos estão coelhinhos de chocolate, ovinhos miniaturas de chocolate, jellybeans, peeps (marshmallow em formato de pintinho), bolachinhas em formato de coelho, cruz, pintinhos, ovos, entre outros.

O ovo de páscoa tradicional no Brasil não faz parte da páscoa do americano. Esses só em lojas brasileiras ou em algumas redes de supermercados americanos, na sessão de comidas internacionais. Ao invés da troca de ovos, existe a troca de cestas cheias de doces, coelhos de pelúcia, giz de cera, lápis de cor, revistinhas de colorir e afins.

As cestas com doces e brinquedos são tradicionais na Páscoa por aqui

No lugar de ovos de chocolate, marshmallow em formato de pintinho

As famílias que comemoram, costumam ir à igreja no domingo de manhã e depois se reúnem na casa de um familiar para o almoço de páscoa.

As crianças costumam colorir ovos de galinha, que os adultos escondem pela casa depois. A criança que encontrar o maior número ganha o mesmo número de doces depois.

A casa branca também organiza todo ano uma caça aos ovos, como várias atividades para crianças. A entrada é gratuita e o tema muda de ano pra ano. Cada criança ganha além dos doces típicos da data, uma colher assinada pelo presidente. Criança de 25 anos também pode, tio Obama???

Números da Páscoa nos EUA:

  • Cerca de 90 milhões de coelhinhos de chocolate são vendidos
  • Aproximadamente 700 milhões de peeps são consumidos
  • Em torno de 16 bilhões de jellybeans são consumidos

Eneida Miranda

Hein?! Você escrevendo sobre comida???

18 abr

O Rapa do Tacho terá uma colaboradora internacional. A Eneida Miranda, minha querida amiga e prima, vai mandar notícias direto de Nova York. Ela diz que ninguém esperaria vê-la escrevendo sobre comida, mas eu discordo! Lembro muito bem que ela fazia um delicioso e tradicional Arroz de Forno aos domingo lá na pequena e aconchegante Guaxupé, Minas Gerais. E sei muito bem que ela faz muitos sacrifícios por um bom pão de queijo: virar a noite para pegar a primeira fornada da padaria da esquina durante as férias em Jacuí, no interior do interior de Minas…

Sabrina Carozzi

—————————————————————————————————————————————————-

“Quem me conhece bem, provavelmente não entendeu até agora porque eu estou colaborando em um blog, onde o maior foco é comida. Não, eu não sou aprendiz de cozinheira, confeiteira, e nem uma amante da culinária. Aliás a minha vida inteira eu ouvi frases do tipo, “você precisa comer menina”, ou “já comeu hoje?”. Não que eu seja anoréxica, ou esteja sempre de dieta. Às vezes eu simplesmente me esqueço de comer na correria do dia.

Mas eu gosto de cozinhar quando estou disposta e de bom humor. Gosto de comer quando me lembro. E adoro descobrir restaurantes novos por onde passo.

Na condição de pessoa que não cozinha muito, e passa a maior parte do tempo fora de casa, eu acabo comendo muitas das poucas vezes que como, na rua. O que me traz ao motivo maior pelo qual estou aqui. Eu estou encarregada de dividir com quem visita o blog, dicas de restaurantes nos Estados Unidos a fora, com foco maior em New York, onde moro.

Deli minha de cada dia: A Delicatessen na vida do nova iorquino é tão importante quanto a padaria pro paulistano

Não tem nada mais triste do que ver um turista pagar $5.00 em um pedaço de pizza horrível em Times Square, sendo que algumas quadras mais a frente conseguirá encontrar um pedaço de melhor qualidade por uma fração do preço. Meus posts servirão como uma mãozinha para quem esteja planejando uma viagem por aqui, pra conhecer restaurantes interessantes que não estarão listados em guias turísticos.

Mas não se limitarão a isso. Vou também dar dicas de culinária de outros países, já quem em NY tem restaurantes de todo e qualquer país que você possa imaginar. Por aqui tem comida para todos gostos e crenças.

Vou também tentar desvendar o porquê de certas receitas brasileiras, mesmo feitas por brasileiros, não ficarem com o mesmo gosto e consistência daquelas feitas ai no Brasil.

Comparar as diferenças entre temperos, sabores, pratos, costumes, e tradições. Principalmente diferenças culinárias em datas comemorativas como Natal, Ano Novo, Páscoa e afins.

Vão rolar também teorias relacionadas a comidas, e neuroses de uma pessoa super chata na hora de comer. Apenas espero não ser a única no mundo a ser assim! Resumindo, meus posts serão um pouco guia turístico, intercâmbio culinário, diário de uma neurótica e um pouco de papo furado.

Ps: Não sou nenhuma expert no assunto. Então, toda e qualquer referência, serão baseados, nos meus gostos e experiências”.

Eneida Miranda

%d blogueiros gostam disto: